fbpx
Saiba qual vinho combina com frutos do mar e arrase na harmonização

Saiba qual vinho combina com frutos do mar e arrase na harmonização

Compartilhe

Você sabe qual vinho combina com frutos do mar? Mesmo que você já tenha algum conhecimento sobre vinhos, essa pergunta pode vir à mente ao pensar em servir esse tipo de cardápio aos seus convidados.

Afinal de contas, os frutos do mar não são exatamente o tipo de comida que apreciamos diariamente (ao menos, não a maioria dos brasileiros) e, por isso, temos pouca convivência com eles — não conhecendo sabores, texturas e aromas tão profundamente a ponto de saber com qual vinho esse tipo de alimento harmoniza melhor.

Além disso, os frutos do mar, de forma geral, apresentam formas de cocção diferenciadas: são carnes delicadas, tanto na consistência quanto no paladar. Mas tenha calma, pois fazer a harmonização de vinhos e frutos do mar é mais fácil do que parece! Acompanhe a leitura e confira!

A importância de saber qual vinho combina com frutos do mar

Ao pensar em frutos do mar, o que, exatamente, vem na sua cabeça? Camarões, ostras, lagostas, polvos? Esse é o primeiro motivo de conhecer os tipos de harmonizações possíveis para esse grupo de alimentos: trata-se de uma seleção bastante vasta, e a escolha certa dependerá de uma série de fatores que começam com qual é a proteína que você decidiu preparar.

Em seguida, é preciso perceber se o molusco ou crustáceo é extraído de água doce ou salgada, o que também influenciará na escolha da sua garrafa. O próximo passo é definir o tipo de prato que será preparado, se a receita é simples ou mais complexa e qual será o tipo de cozimento.

Mas porque tudo isso importa, afinal? Porque devido a características da carne, como textura ou sabor, será necessário escolher um vinho diferente, com maior ou menor acidez, maior ou menor leveza etc.

Então, agora que você já sabe o porquê de fazer uma harmonização correta para valorizar o seu prato (e o seu vinho), continue a leitura para descobrir quais são as melhores combinações.

Os vinhos mais indicados para cada alimento

Existe uma regra geral de que frutos do mar harmonizam com vinhos brancos, e essa é uma verdade. Mas dizer que eles harmonizam apenas com esse tipo de vinho é um mito.

Há, sim, a possibilidade de diversificar um pouco mais as suas harmonizações, surpreendendo e encantando os seus convidados. Mas antes de continuar a sua leitura, vale lembrar que o que trazemos aqui são apenas ideias de algumas combinações já testadas e aprovadas por apreciadores desse tipo de alimento e também de vinhos, certo? Veja só!

Ostras e Sauvignon Blanc

Está aí uma combinação perfeita entre os moluscos e os vinhos. Independentemente da forma de preparo ou, ainda, se serão consumidas in natura, as ostras são muito valorizadas quando consumidas com vinhos brancos, frescos e com um bom teor alcóolico, como o Sauvignon Blanc.

Mas se você quer sair do clássico, experimente esses frutos do mar na companhia de um bom espumante. O segredo dessa harmonização está na sensação de limpeza que a bebida proporciona ao paladar, retirando o excesso de salinidade da ostra.

Quer mais uma opção? Vá de vinhos verdes portugueses sem medo de errar!

Camarão e Chardonnay

Um vinho mais forte e encorpado como o Chardonnay é a companhia perfeita para um prato de camarão. Se o seu vinho for mais envelhecido, com passagem por barris de carvalho, melhor ainda!

As características do Chardonnay harmonizam muito bem com peixes mais gordurosos e também com preparações na manteiga, como acontece, muitas vezes, com o camarão.

Para deixar tudo mais especial, você não precisa separar esses dois, deixando o camarão no prato e o vinho na taça: existem diversas receitas de camarão ao Chardonnay em que a bebida faz parte do molho, deixando tudo simplesmente irresistível.

Lagosta e Gewurztraminer

A aromática uva alemã de nome bastante complicado é perfeita para harmonizar com a carne simples e delicada da lagosta. Macia, leve e que vai muito bem em pratos frescos, esse fruto do mar também combina com vinhos igualmente refrescantes e aromas sedutores, como os Gewruztraminer.

Para completar tamanha refrescância, os rótulos dessas uvas devem ser consumidos gelados, em uma temperatura de cerca de 9 graus.

Polvo e Pinot Noir

Um clássico de várias culinárias mundo afora, o polvo pode ter diversas formas de preparo, cocção e acompanhamentos — sendo tradicional em cozinhas bem distintas, como a portuguesa e a japonesa, por exemplo.

Por isso, a escolha do vinho pode (e deve) variar de acordo com a sua receita, mas uma sugestão clássica é o Pinot Noir, com características leves e aromáticas. Viu só? Frutos do mar com vinho tinto! Ainda que seja com a uva mais brancas das tintas.

Outras boas harmonizações com os tintos leves são preparos de polvos cozidos no molho de tomate. Vale a pena experimentar!

Porque escolher bons vinhos para fazer a harmonização

Os frutos do mar são alimentos ao mesmo tempo delicados e com sabores marcantes e únicos. Também são conhecidos por seus preços um pouco elevados, pelo menos na maioria dos estados brasileiros. Por isso, selecionar os melhores rótulos para apreciar junto com essas iguarias é uma forma de valorizá-las ainda mais — tanto no sabor quanto na apresentação.

Como já dissemos no início deste texto, não temos no Brasil um forte costume de comer esse tipo de alimento no dia a dia, ou seja, os frutos do mar já são naturalmente mais consumidos em ocasiões especiais. Você não servirá um prato como esse acompanhado de qualquer vinho, não é mesmo?

E lembre-se que tão importante quanto escolher os melhores rótulos é fazer as suas compras de grandes fornecedores, como diretamente das vinícolas, que garantem segurança e variedade em todo o processo.

Viu como não é difícil descobrir qual vinho combina com frutos do mar? Na verdade, o que mais influencia nessas combinações são as características das carnes e as formas de preparo: mais leves ou mais gordurosas, por exemplo. Com essa base em mãos, temos certeza de que você será capaz de experimentar as suas próprias combinações e se surpreender!

Gostou deste conteúdo? Antes de pensar em suas próximas harmonizações, compartilhe este texto em suas redes sociais para que os seus amigos também fiquem com água na boca!

Compartilhe

Comment (1)

  • Ricardo da Costa Reply

    Muito obrigado , gostei da aula de vinhos e acompanhamentos tenham uma boa semana .

    09/04/2020 at 09:43

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X