Perguntas Frequentes

Não – Somente 1% dos vinhos a disposição no mercado envelhecem bem. Para que um vinho consiga evoluir bem, é necessário que ele tenha algumas características, como boa concentração de taninos, acidez, teor de álcool e a qualidade de safra. De um modo geral, os vinhos mais leves tendem a durar menos, e os mais encorpados, a durar mais.

Sim – O formato e o material (cristal) da taça beneficiam a melhor percepção dos aromas e sabores do vinho, por isso fazem muita diferença. Há vários tipos, algumas personalizadas para vinhos específicos, ou uma região determinada. A taça ISSO é a ideal por ser coringa, servindo para todos os tipos de vinhos.

Considera-se que um vinho é varietal quando foi elaborado 1005 de uma mesma uva, ou pelo menos, 75-80%. Nesse outro caso, os outros 20-25% podem estar formados por uma ou mais variedades que não alteram seu status de varietal.

Um vinho de corte, também chamado pelos franceses, assemblage, é todo aquele que foi elaborado com no mínimo duas variedades de uva, proporções maiores que as varietais. Por exemplo; 50% e 50%, ou 40% de Cabernet, 30% malbec e 30% Merlot.

Você pode optar por dois caminhos. Se optar pelo tradicional dificilmente você erra ou é criticado. Mas é possível quebrar essa regra. Então, combine um peixe grelhado com um tinto leve e jovem; ou uma costela com um branco robusto. Seja feliz!

Os vinhos que utilizam a rolha de cortiça devem ser armazenados deitados. Ao ficar deitada, o liquido se mantem em contato com a rolha, evitando assim o ressecamento e a indesejada entrada de ar. Já os que tem tampa de rosca, ou sintética, não devem ficar deitados, e sim em pé.

As pernas ou lágrimas do vinho são marcas, mas em forma de gotas que caem lenta ou rapidamente, deixadas na parede da taça depois de girá-la para aerar o vinho. A lágrima indica concentração do vinho e, principalmente, a graduação alcoólica e outros componentes. Quanto maior a concentração alcoólica, maior será a concentração, que faz com que as lágrimas (ou gotas) se fixem nas paredes das taças e, por serem mais densas, caiam lentamente.

Uma regra de ouro do serviço é que os vinhos sempre devem ser servidos por ordem crescente de importância. Salvo exceções, os vinhos brancos são servidos antes dos tintos. Geralmente, começa-se com espumantes e vinhos brancos; depois; vêm os roses, os tintos e por fim os doces.

X